As inscrições estão abertas para o I Congresso Multigeracional ANDAPEF – De Volta Para Casa. O evento, a ocorrer nos dias 9 e 10 de agosto, busca reunir famílias inteiras, discípulos de Jesus de todas as idades, para que juntos possam buscar a comunhão e o conhecimento do Senhor.

Entre os temas a serem abordados pelos preletores estão a centralidade da família na revelação bíblica, os desafios da educação multigeracional, conflito entre gerações e muitos outros, que você pode conferir aqui, na aba Cronograma.

Mas, enfim, por que um congresso multigeracional? O que seria e qual a importância desse conceito?

A civilização ocidental foi edificada sobre os pilares da cultura judaico-cristã. Um destes pilares é a convivência entre as gerações. “O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais; não o encobriremos a seus filhos”, diz o salmista. É curioso notar os pronomes: “nossos” pais e “seus” filhos. Os pais são “nossos” e os filhos são “seus”, ou seja, são filhos “deles”, dos nossos pais. Nossos filhos são filhos dos nossos pais. Se nossos pais nos contaram os grandes feitos de Deus, temos a responsabilidade de contar isso às próximas gerações.

Deus deseja formar uma nação santa, separada dos demais povos, para viver em santa comunhão com Ele. O Senhor escolheu Israel para que fosse este povo santo. Depois, Deus estendeu seu chamado a todos aqueles que, pela fé no Senhor Jesus Cristo, se tornaram igualmente filhos da promessa. A este povo escolhido, Deus continua dizendo: “sede santos, porque Eu, o Senhor, sou santo”.

Os eleitos de Deus para esta vida de santidade têm a tarefa de proclamar isso aos seus filhos e netos, por meio da educação que acontece ao longo do dia, por meio de cada manifestação da dependência de Deus em todas as áreas da vida.

A educação cristã não poderia ser jamais compreendida como algo diferente e, muito menos, como algo inferior ao discipulado cristão. Todo cristão foi chamado por Deus para ser um discípulo e para fazer discípulos de todas as nações. Como, então, um verdadeiro cristão pode abrir mão do dever de discipular seus próprios filhos e netos?

Paul Jehle afirma que a tarefa de discipular nações será cumprida apenas quando uma geração inteira assumir a responsabilidade pelo discipulado de seus filhos e dos filhos de seus filhos. Este compromisso com as futuras gerações é essencial para que, de fato, possamos dizer que estamos buscando o Reino de Cristo em primeiro lugar.

O objetivo do I Congresso Multigeracional é refletir sobre o retorno à centralidade da família e da Igreja na educação das novas gerações. Temos falhado nisso. Ao longo dos últimos séculos, entregamos nossos filhos para serem moldados por padrões estranhos à cultura bíblica. Os resultados de nossa desobediência têm sido assustadores. O futuro de nossos filhos, herança do Senhor, está ameaçado. Temos sido envergonhados por causa de nossa própria rebelião. É hora de retornar aos ensinos da Palavra de Deus. É hora de voltar para a casa do Pai e construir, em nossos lares, um lugar seguro para as gerações que vierem depois de nós.

Que Ele nos ajude nesta empreitada.

Para participar do congresso, confira todas as informações aqui. Garanta seu ingresso: sua família não pode perder!

 

Deixe um comentário

O seu email não pode ser publicado.